domingo, 29 de abril de 2012

PORTELA

Chico Santana e Alberto Lonato


Portelenses

Altas Horas

Altas Horas

Altas Horas

Altas Horas

Salve OSWALDO CRUZ!



Oswaldo Cruz, berço da PORTELA mostra sua força!

Compositor Portelense, que leva em seu nome artístico, Marquinhos de Oswaldo Cruz mostra que Oswaldo Cruz é um verdadeiro celeiro de bambas e que o bairro, vizinho à Madureira é um polo gerador de divisas.

"Vocês vão deixar que a casa do Paulo da Portela seja demolida?", esta foi a pergunta do compositor ao prefeito Eduardo Paes, portelense de coração.  Não será, garante a prefeitura.

A transformação do bairro de Oswaldo Cruz em sítio cultural, algo que deverá ser sacramentado em até dois meses e abrirá caminho para o Museu a Céu Aberto, um amplo projeto de preservação e renovação da história da cultura popular na grande Madureira, do Morro da Serrinha a Bento Ribeiro.

A casa onde morreu em 1949, aos 47 anos, Paulo Benjamin de Oliveira, fundador da Portela e mito do samba e do Rio (seu funeral ainda é apontado como o maior que o subúrbio carioca já viu, tendo arrastado milhares de pessoas da Carolina Machado até o Cemitério de Irajá), se dá num momento em que a autoestima da região.

O enredo da Majestade do Samba que o carnavalesco Paulo Menezes está desenvolvendo a partir de informações de Carlos Monte, portelense que conhece bastante a história da região — terá duas datas redondas como base: os 90 anos do Conjunto Oswaldo Cruz, bloco que deu origem à Portela, e os 400 anos da construção da capela de Nossa Senhora da Apresentação de Irajá, marco inicial da ocupação da Freguesia do Irajá, em cuja área os bairros da grande Madureira surgiram depois.

Com sua quadra totalmente reformada, a Portela, apresenta em todos os primeiros sábados de cada mês sua Feijoada na qual a chamamos de Original, já mostra um pouco do resgate da área.

A Feira das Yabás, na Praça Paulo da Portela, em Oswaldo Cruz, todo segundo domingo do mês é outro evento que se fortifica neste querido bairro! 

Dona Neném (viúva do compositor Manacéa) e sua filha Áurea, Surica, Neide Santana, Marlene, Edith, Natércia, Rose e Selma Candeia estão entre as mulheres que atuam nas 16 barracas e são profundamente ligadas à região.

— Isso aqui era um gigante adormecido. Agora, a situação está melhorando — diz Surica, referindo-se a obras como a do Parque Madureira, espaço de 103.500 metros quadrados (sendo um terço de área verde) que deve ser inaugurado em junho.

O projeto do Museu a Céu Aberto foi apresentado em 2009 e o prefeito Eduardo Paes anunciou que encamparia a ideia. No entanto, só neste ano ela começa a se tornar realidade.


Marquinhos de Oswaldo Cruz, idealizador do Museu a Céu Aberto na região, em frente à casa de Paulo da Portela, salva da demolição
Foto: Guito Moreto

Além da casa de Paulo da Portela, há a de dona Ester, líder espiritual dos primeiros portelenses, na Rua Adelaide Badajós. O prédio da antiga gafieira Cedofeita (onde Pixinguinha tocava), em Bento Ribeiro, e centros culturais dedicados a Candeia e Zé Keti também fariam parte do roteiro que poderia ser visitado por turistas e, segundo Marquinhos, oxigenar a vida cultural dos moradores.

— Há pouco tempo não se via mulheres dançando umbigada. Agora, na Feira das Yabás, eu já vejo, e até meninas estão dançando, além do miudinho — diz ele, referindo-se a costumes que foram recuperados graças à revitalização de tradições.

Outra realidade forte relecionada a Oswaldo Cruz é  o "Trem do samba", que desde 1996 vai da Central até Oswaldo Cruz com música nos vagões no Dia do Samba (2 de dezembro), impulsionou a revalorização cultural da região. O cineasta Joaquim Pedro Carneiro está concluindo um curta-metragem sobre o trem idealizado por Marquinhos e um DVD feito com ele e convidados. 

Este é Oswaldo Cruz, o berço da Majestade do Samba!

sábado, 28 de abril de 2012

Wilson Moreira


O nobre Compositor Portelense Wilson Moreira recebe outro Compositor da Escola, Wanderley Monteiro!

No sábado, 28 de abril, a partir das 15h, o cantor e compositor Wilson Moreira vai compartilhar os aplausos do seu público fiel com os cantores Wanderley Monteiro em mais uma edição da já famosa série 'Wilson Moreira recebe', no Centro Cultural que leva o seu nome.

O charmoso sobrado fica na Praça da Bandeira e, de tão badalado, já está em obras para ampliar o salão onde o samba come solto desde agosto de 2011, quando foi inaugurado. 

No repertório de Wanderley Monteiro, além dos sambas conhecidos, como "Vida de compositor" e "Água de chuva no mar", alguns dos sambas novos que fazem parte do seu novo disco, que está na fábrica. 

Para a pesquisadora Ângela Nenzy, mulher e produtora do sambista, "a obra de Wilson Moreira é largamente reproduzida em rodas de samba, espetáculos musicais e gravada por vários intérpretes da MPB, como Roberto Ribeiro, Clara Nunes, João Nogueira e nomes da nova geração, entre eles Roberta Sá. Em suas composições é possível notar a contribuição à valorização de patrimônios culturais tombados no Brasil, como o samba carioca". Vida longa ao mestre Wilson Moreira!

QUANDO: Sábado, 30 de abril, a partir das 15h
ONDE: Centro Cultural Solar Wilson Moreira (Rua Barão de Ubá, 46, Praça da Bandeira)
QUANTO: R$ 15
INFORMAÇÕES: (21) 3241.7300 / 3971.4875 / 7666.7207

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Marisa Monte (Curitiba)



A cantora Marisa Monte volta a Curitiba para realizar três apresentações, nos dias 1º, 2 e 3 de junho de 2012, no Teatro Guaíra.

O shows marcam a estreia nacional da turnê “Verdade Uma Ilusão”, referente ao último disco da cantora, “O Que Você Quer Saber de Verdade”, lançado em novembro de 2011.

Com certeza, será mais um sucesso!


João Nogueira (Samba Book)



 


quarta-feira, 25 de abril de 2012

Zé Keti

 
O nobre Compositor Portelense Zé Ketti, mais uma vez, será lembrado!
 
Dia 11 de maio, sexta-feira, às 20h teremos a estreia do musical “Zé Keti: Eu sou o samba” com roteiro e direção de Maria Helena Kühner com No elenco estão Sérgio Menezes, Rodrigo Candelot, Sanny Alves, e mais: violão de 7 cordas, cavaquinho, sopros e 3 percussões.
 
As apresentações serão na Sala Baden Powel, na Av.N.Sra. Copacabana, 360 - T...el: 22551067 - Estação Arcoverde do Metrô.
 
Zé Ketti compôs sambas ( Máscara Negra, A Voz do Morro, Malvadeza Durão, Opinião, etc.), que fizeram a ligação do samba de morro e das Escolas da Samba com a Zona Sul, e com os intelectuais e artistas de teatro, cinema, TV e rádio das movimentadas décadas de 60 a 90.

terça-feira, 24 de abril de 2012

Wilson Moreira


Wilson Moreira, compositor portelense, estará no "Entre Amigos"!

A roda de samba "Entre Amigos", que está em sua terceira edição, contará com a participação de Wilson Moreira neste domingo, 29/04.

O evento será realizado na quadra da escola de samba São Clemente, a partir das 17h.

Os ingressos custarão R$ 15. O endereço da quadra da preta e amarela é avenida Presidente Vargas, sem número, Centro da Cidade.

Wilson Moreira é do time que representa a essência do SAMBA brasileiro!

Luiz Ayrão (O Samba)


Luiz Ayrão era sinônimo de sucesso na década de 1970, quando teve discos com 1 milhão de cópias vendidas. Quem for ao seu show hoje, às 19h30m, no Teatro Rival, poderá ligar o nome às músicas, pois é difícil não reconhecer “O lencinho” (seu hit maior), “Porta aberta” (gravada recentemente por Teresa Cristina), “Bola dividida” (por Diogo Nogueira e Zeca Baleiro), “Nossa canção” (por Mallu Magalhães).

— Essas regravações são a forma de me manter na memória de muita gente, porque os caras não dão chance... — diz ele, onde ganhou na última semana o título de cidadão paulistano.

“Os caras”, para esse carioca de 70 anos, são os responsáveis pelas programações de TV e rádio, principalmente. Mas Ayrão tem uma visão mais histórica do que lamuriosa da situação. Reconhece que os tempos mudaram e que, se nos anos 1970 as grandes gravadoras determinavam de Rio e São Paulo o que seria sucesso em todo o país, agora esse processo é regional, graças ao barateamento da produção viabilizado pela tecnologia.

— Nunca entrei em depressão, nunca tive problema de autoestima. Continuei trabalhando, criando — assegura ele, que não conseguiu atender ao pedido do fotógrafo para posar sério. — Para mim, ficar sério é difícil.

— Minha única fase emocional ruim foi no início dos anos 1970, porque vi que o país estava longe daquilo que eu sonhava. Tive Síndrome de Pânico — conta Ayrão, que se tornou espírita naquela época, tendo lançado em 2004 o livro “O país dos meus anjos” (“É o meu caminho do comunismo ao espiritismo”, diz, rindo) e, seis anos depois, “Meus ídolos e eu”, com histórias do meio musical.
Três hits na voz de Roberto Carlos.

Uma das mais importantes é ter conhecido Roberto Carlos bem antes da fama, quando o capixaba foi ser seu vizinho no Lins. Do amigo, o Rei gravaria “Só por amor” (em 1963), “Nossa canção” (1966) e outro grande sucesso, “Ciúme de você” (1968). Pretendia apenas a atividade de compositor com a advocacia, mas convencido a interpretar “Porta aberta”, homenagem que fez à sua Portela, viu o samba estourar em 1973 — o que lhe confere 40 anos de carreira como cantor.

— Noutro dia eu falei com o Almir Guineto: “Não sei se sou sambista, cantor romântico...” Sabe o que ele me respondeu? “Você é clínico geral, Ayrão.” Acho que é isso — diverte-se.

Além do show de hoje, Ayrão vai comemorar as datas redondas com um CD (previsto para maio e o primeiro em três anos) em que volta a cantar sucessos e lança novas, como “O garoto da camisa amarela”, referência a Neymar, e “Tico-tico no fubá”, com letra sua.

— Vai sair pelo selo que eu criei, o Maxxim Records. O marido da Luma de Oliveira (Eike Batista, na verdade ex) não põe todas as empresas com X? Pus logo dois X — diz ele, antes de outra gargalhada.

Portanto, mais um pouco deste grande Compositor Portelense!  Parabéns Ayrão!

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Diogo Nogueira



O Compositor Portelense Diogo Nogueira recebe cantoras em seu Programa!

Será nesta terça, 24/04/2012, às 23h, elas imprimem como ninguém as suas personalidades marcantes em letras consagradas. São as intérpretes que embalam as noites dos apaixonados e são quase personagens do imaginário popular.

Samba na Gamboa homenageia nossas crooners, representadas nesse episódio por Leny Andrade e Joyce Cândido. Elas cantam com Diogo Nogueira: “A Flor e o Espinho”, “O bêbado e o equilibrista”, “Me deixa em paz” e muitos outros sucessos.

Surica

sexta-feira, 20 de abril de 2012

PORTELA 1943

Você sabia?

Que em 1943 houve dois desfiles das escolas de samba?

O primeiro, não-competitivo, foi realizado em 24 de janeiro de 1943 em São Januário e promovido pela primeira-dama do país, D. Darcy Vargas, em benefício da cantina do soldado. Algumas agremiações participaram, entre elas a PORTELA (Bi-Campeã Oficial), Azul e Branco, Unidos do Salgueiro e Depois eu Digo (três escolas que se fundiriam em 1953 para dar origem à Acadêmicos do Salgueiro), Mangueira (na época mais conhecida como "Estação Primeira"), Unidos da Tijuca e a Império da Tijuca. As escolas exibiram em sua maioria enredos que exaltavam o patriotismo.

O segundo desfile, competitivo, aconteceu na Avenida Rio Branco, no Carnaval, e teve como vencedora a Portela, que chegou ao tricampeonato.

Zeca Pagodinho


O Quintal do Pagodinho estará na Feijoada Imperial!

Sucesso lançado por Zeca Pagodinho, o Quintal do Pagodinho, estará na Feijoada Imperial, no próximo sábado, dia 21, além de vária atrações que animarão a festa.

Serviço:
Local: Melo Tênis Clube - Salão Nobre
End.: Rua Caroen, 171 Vila da Penha
Sócios: entrada franca
Demais: R$ 20,00 c/ feijoada
R$30,00 - mesas
R$ 40,00 - camarotes
Maiores informações: 2485-1949 / 2489-5696

Marquinhos Diniz

Luiz Ayrão (Teatro Rival)


LUIZ AYRÃO NO SHOW “ESPETÁCULO DE SUCESSOS”
PARTICIPAÇÕES DE ROBERTO CORREA E MICHELINE CARDOSO
EM BREVE MAIS INFORMAÇÕES!
Serviço
Teatro Rival Petrobras
Dia 24/04 – Terça – feira às 19h30
Rua: Álvaro Alvim, 33/37 – Cinelândia
Preço:
R$ 50,00(Inteira)
R$ 40,00(Os 200 primeiros pagantes)
R$ 25,00(Meia)
Classificação: 16 anos

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Noca da PORTELA


Noca estará se apresentando em Mendes (RJ) este mês!

O festival "Café, cachaça e chorinho" de 2012, que abraça diversas cidades, agitará a pequena Mendes de 19 a 23 de abril. Entre outros, o compositor portelense Noca da Portela, será uma das atrações!

Os shows são gratuitos e acontecerão na praça Dr. João Néri. Mais informações no tel. (24) 2465 48 25.

Veja o dia da apresentação de Noca:

22 de Abril -

11:00 - Noca da Portela

Paulinho da Viola

O sambista Paulinho da Viola foi a grande atração da festa

O Compositor Portelense se apresentou a milhares de pessoas que conferiram o show de Paulinho da Viola nas comemorações do aniversário de Fortaleza, na Praia de Iracema.

Paulinho da Viola cantou grandes sucessos. Cantou e encantou os milhares que demonstravam a alegria de estar à frente do poeta cantarolando todas as músicas com a impecabilidade de não esquecer uma só letra. “É uma festa de aniversário”, justificou o cantor.

sábado, 14 de abril de 2012

Valci Pelé

" ESTRÉIA DO GRUPO DE SAMBA JAQUEIRA "

O Grupo de Samba "JAQUEIRA" foi criado em 2011, com a missão de atuar como extensão complementar e profissional ao segmento PASSISTA das conceituadas Escolas de Samba PORTELA e Mangueira (idealizado pelo Passista Portelense Valci Pelé), dando por meio de pesquisas direcionadas às experiências artísticas nos aspectos criativos e interpretativos.

MADUREIRA tornou-se o "TEMPLO DO SAMBA ", unindo em um mesmo bairro atores sociais que desenvolvem não só a arte da música, mas das festas (Feijoadas, Rodas de Samba) e da Dança. Samba, portanto, engloba uma história e uma prática que se misturam e acabam por renovar a vivência brasileira, estabelecendo e dialogando com a construção das identidades.

Com o objetivo de inover e fortalecer o meio musical da cultura local, e torná-la viva na sua tradição, o Grupo Jaqueira formou-se para apresentar um gêneco musical bastante tradicional.  E como padrinho, o pesquisador Carlos Monte que tem acompanhado e apoiado a iniciativa, em seu repertório predomina os grandes sambas, fazendo com que o grupo visite desde os consagrados Paulo da PORTELA, Candeia, Zé Ketti, Chico Santana, Monarco, Nelson Cavaquinho, Cartola, João Nogueira....

Sua formação, atualmente é composta com os seguintes músicos e colaboradores :

PERCUSSÃO | CARLOS FERREIRA
PERCUSSÃO | GUILHERME SANTOS
BANJO | NILSON SANTOS
CAVAQUINHO | VINICIUS FERREIRA
CANTO | JULIANA CLARA
CANTO | DIOGO FIGUEIREDO

A estréia será no dia 10 de maio às 20h, no Centro Cultural Carioca, que fica na Rua do Teatro, 37 -
Centro.......A entrada custa R$ 20,00.

Aonde se tem Portelense, já é garantia de SUCESSO!

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Jabolô

Fábio Rossi (2003)



Dinckel Martins, ou simplesmente, Jabolô 85 anos, integrante da Ala de Compositores da Portela e autor de um dos maiores sambas-enredo da Azul e Branca de Madureira: “Lendas e mistérios da Amazônia”, composto pelo sambista em parceria com Catoni e Valtenir, em 1970, com o qual a agremiação conquistou pela última vez um campeonato sozinha no carnaval carioca. Jabolô era o único dos três compositores que ainda estava vivo.

Ganhador de três sambas-enredos na Portela, Jabolô tem composições gravadas por vários intérpretes.

No ano de 1967, a Portela desfilou com o samba-enredo de sua autoria: "Tal dia é o batizado" (com Catoni e Valtenir), com o qual a escola classificou-se em sexto lugar. Naquele mesmo ano, Elizete Cardoso, no disco "Viva o samba!", lançado pela gravadora Copacabana, interpretou de sua autoria "Perdi a namorada", em parceria com Catoni e Valtenir.

Em 1977, compôs "A festa da aclamação" (com Catoni, Dedé da Portela e Valtemir), samba-enredo com o qual a Portela classificou-se em segundo lugar no campeonato daquele ano. No ano de 2000, Marquinhos de Oswaldo Cruz, no disco "Uma geografia popular", interpretou "Tem zoeira", parceria de Jabolô com Catoni.

"Lendas e mistérios" foi imortalizado na voz de diversos cantores, entre eles, Chico Buarque de Hollanda. O antológico samba foi reeditado em 2004, ano em que a Liga Independente das Escolas de Samba (LIESA) completou 20 anos de fundação, e deu à Azul e Branca a sétima colocação.

Entre 2009 e 2010 o compositor Jabolô participou da "Feijoada da Família Portelense", evento organizado por Marquinhos de Oswaldo Cruz e que acontece uma vez por mês.

Em fevereiro deste ano, a Portela, em parceria com o Jornal Extra e a prefeitura do Rio, homenageou Jabolô e Dodô da Portela, durante o ensaio da escola.

Portanto, o grande Compositor Jabolô deixou em seus sambas aquilo que o Compositor Portelense tem em sua arte, a competência!

Dorina

Monarco

quarta-feira, 11 de abril de 2012

PORTELA e Marinha do Brasil


A PORTELA se faz representar na querida Marinha do Brasil!

A Majestade do Samba, com suas fantasias de 2011, cujo enredo foi "Azul da cor do mar", faz parte da Exposição no Espaço Cultural da Marinha do Brasil!

Criada para seduzir o visitante a descobrir os mistérios e riquezas do fundo do oceano, a mostra "Azul da Cor do Mar", em cartaz no Espaço Cultural da Marinha, também aborda a importância do mar na proteção do litoral brasileiro.

Ajudada pelas fantasias da Portela do enredo de 2011, a exposição mostra o caminho para o visitante chegar à superfície ao ver a luz do Farol de Cabo. Daí em diante, passa a mergulhar em temas como a Amazônia Azul, patrimônio brasileiro no mar, e o Pré-Sal.

A exposição, que já foi visitada por mais de 50 mil pessoas, e vai até 31 de julho. A entrada é gratuita.

INFORMAÇÕES

Visitação: terça a domingo, das 12h às 17h
Endereço: Av. Alfred Agache, s/n, Centro, próximo à Praça XV
Telefones: (21) 2104-5592 / 2104-6025
Agendamentos para grupos: (21) 2104-6992/ 2104-6721 (telefones de segunda a sexta)

É a PORTELA, mais uma vez, dando mostra do valor as conquistas nacionais!

PORTELA, 89 anos!

Paulo da PORTELA (ao centro)

A MAJESTADE DO SAMBA está em festa!

Hoje, a PORTELA está completando mais uma primavera!  Fundada por pessoas humildes, mas ricas na arte de se fazer samba, a agremiação de Oswaldo Cruz, é considerada um dos maiores pilares do Mundo do Samba nacional!

Em seus terreiros, passaram nobres sambistas, talvez o mais rico polo de bambas entre todas as escolas de samba!  Dona do maior número de campeonatos cariocas, a PORTELA se orgulha em ter a melhor Velha Guarda, a melhor Ala de Compositores e hoje, já muito difundida, foi a origem do evento mais badalado do samba, as tradicionais Feijoadas!


A lendária casa de Dona Ester (Jair do Cavaquinho e Monarco)

Começando por seu histórico fundador, PAULO DA PORTELA, por lá passaram figuras lendárias até hoje lembradas.  Não iremos citar, porque seria injusto deixar algum nome de fora! 

São 89 anos de muita luta, suor e samba!  Antes do primeiro desfile oficial, a PORTELA, ainda Vai Como Pode, já era um movimento organizado e que hoje se transformou nesta maravilhosa Escola de Samba, que dá orgulho tanto a Portelenses quanto aos amantes do verdadeiro samba!


A jaqueira da casa de seu Napoleão (pai de Natal da PORTELA)

Em sua base encontramos verdadeiras resistências quanto a uma transformação que desconfiguraria a proposta inicial e isto já dignifica a presença da PORTELA neste universo.

São muitos carnavais a serem lembrados até porque é, conforme se diz, a segunda Escola mais antiga do nosso País, uns até dizem que seja a mais antiga, pois a Escola do Estácio nunca desfilou!


PORTELA, NUNCA VIMOS COISA MAIS BELA!  PARABÉNS!  É a homenagem do COMPOSITORES DA PORTELA BLOG!

terça-feira, 10 de abril de 2012

Wilson Moreira

Marquinhos de Oswaldo Cruz

Wanderley Monteiro


Um dos autores do belo samba portelense em 2012 estará se apresentando em mais um projeto!

Wanderley Monteiro e o grupo Samba da Joaquim se apresentam no projeto Consciência do Samba esta quinta-feira (12/04/2012). O projeto acontece toda primeira quinta do mês no Sindsprev, na Lapa.

Serviço

A música rola a partir das 19 horas no Espaço Cultural Luiz Carlos da Vila, no auditório do Sindsprev/RJ (Rua Joaquim Silva, 98-A, Lapa).

Vale a pena conferir!

sábado, 7 de abril de 2012

PORTELA 2013 - MADUREIRA


Estação de Madureira (1909)

A Majestade do Samba levará Madureira para a Sapucaí em 2013!

O enredo da PORTELA foi confirmado na Feijoada realizada hoje (7/04)!  O COMPOSITORES DA PORTELA BLOG parabeniza a agremiação de Oswaldo Cruz pela divulgação e, como já tínhamos levado ao nosso trabalho em ÁQUILA, "habemos" enredo!



Bairro em que abriga a PORTELA, Madureira é um dos maiores polos comerciais da Cidade do Rio de Janeiro e que levou o nome de seu proprietário, Lourenço Madureira.



Acima, foto de Madureira na década de 50, aonde a PORTELA já era a campeoníssima do samba!

Com certeza, foi uma ótima decisão, já definir o enredo para 2013!


sexta-feira, 6 de abril de 2012

Tabajara do Samba - Logomarca

Noca da PORTELA



Um dos mais renomados nomes do samba, Noca da PORTELA estará se apresentando na Casa Rosa!

Neste domingo, dia 8, a tradicional feijoada com roda de samba do Projeto Raízes segue com as comemorações dos seus sete anos na Casa Rosa, que se estenderão por todo o mês de abril, sempre com convidados especiais.

Desta vez, o Compositor Portelense Noca da Portela, entoando sucessos como "É Preciso Muito Amor", "Capital do Samba", e o samba-enredo "Recordar É Viver", estará entre os convidados.

Serviço:

Casa Rosa Cultural: Rua Alice, 550 – Laranjeiras (2557-2562)
Domingo, dia 8, às 17 horas
Ingressos: 30 reais (entrada com feijoada), 25 reais (entrada sem feijoada) ou 15 reais (até 19 horas com 1 quilo de alimento não perecível)
Capacidade: 600 pessoas
Classificação: 18 anos

quinta-feira, 5 de abril de 2012

PORTELA - Feijoada Abril 2012

Além de contar com seus maravilhosos Compositores, a Feijoada da PORTELA contará com mais uma atração em sua próxima edição!

O evento terá a participação da Velha Guarda e do cantor Almir Guineto, que cantará músicas antigas como "Insensato Destino", "Caxambu", "Dalila" e outras. 

Serviço:

Feijoada da Família Portelense
Shows- Velha Guarda da Portela convida Almir Guineto
Data: Sábado, dia 7 de abril
Local: Quadra da Portela
Endereço: Rua Clara Nunes, 81 - Madureira
Horário: 13h
Entrada:  R$ 15 e Feijoada - R$ 10

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Feira das Yabás


Mais uma edição da Feira da Yabás, na Praça Paulo da PORTELA, em Oswaldo Cruz, terra da Majestade do Samba, acontecerá dia 8/04, às 12h, agora regularizada pela Prefeitura do Rio de Janeiro, e que acontecerá todos os segundos domingos de cada mês!

Para o evento, além de podermos deliciar com as comidas das baianas e quituteiras, terá a participação de nossa valorosa Velha Guarda da PORTELA, além de Teresa Cristina. 

A entrada é GRÁTIS!