quarta-feira, 1 de abril de 2015

Paulinho da Viola (Ruas que sonhei)


Paulinho da Viola, Mestre Portelense, lançará mais um trabalho: 'Ruas que sonhei'!

Será uma reedição das obras do compositor portelense!  ‘Ruas que sonhei’ (Universal Music), reviverá a fase mais produtiva das belas obras de Paulinho.

Detalhe é a remasterização, que é perfeita e preserva as frequências do som dos álbuns originais. A arte gráfica original também foi mantida nas embalagens em ‘digipack'.

‘Ruas que sonhei’ mostra reedições dos dez álbuns lançados por Paulinho ao longo dos anos 1970 pela extinta gravadora Odeon. Embora exclua o primeiro álbum solo do artista, lançado em 1968 pela mesma Odeon, o trabalho concentra o supra-sumo da obra de Paulinho. São os discos no qual o compositor refinou sua abordagem do samba e do choro, ritmos tratados com nobreza e modernidade atemporal.

Obras como ‘Paulinho da Viola’ (1970), ‘A dança da solidão’ (1972) e ‘Nervos de aço’ (1973) continuam emblemáticos. São trabalhos que passam de geração em geração, talvez por estarem calcados nas tradições imortais do samba. De todo modo, temas como o choro jazzístico ‘Roendo as unhas’ (1973) já deram eventuais sinais de que, se quiser, Paulinho trilha caminhos menos ortodoxos pelas ruas oníricas do choro e do samba. 

Há 19 anos sem lançar álbum de inéditas, Paulinho chegou a lançar dois discos em 1971 e dois em 1976. Sem falar nas gravações avulsas. Algumas, como a do samba ‘Pecado capital’, estão reunidas na coletânea de raridades que completa essa caixa de formato e música nobres.

Nada como escutar estas pérolas produzidas por Paulinho da Viola! 

Monarco (Itaipuaçu)

Momento (Vilma e Ari da Liteira - 1960)

domingo, 29 de março de 2015

Velha Guarda Da Portela (Porto Alegre)



VELHA GUARDA DA PORTELA
(Porto Alegre - Parque Redenção)
Velha Guarda da PORTELA:  www.showscomportela.blogspot.com

Clara Nunes (1971)


CLARA NUNES
(1971)


Aruandê...Aruandá
Participação
Meu Lema
Ê Bauana
Puxada da Rede do Xaréu
Novamente
Misticismo da África ao Brasil
Sabiá
Rosa 25
A Favorita
Puxada da Rede do Xaréu(segunda parte)
Feitio de Oração
Canseira
Morrendo Verso em Verso