quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

COMPOSITORES DA PORTELA BLOG (Feliz 2015)


Zeca Pagodinho (DVD Sambabook - 2014)



ZECA PAGODINHO
Sambabook

01 Não sou mais disso - Gilberto Gil
02 Mutirão de amor - Roberta Sá
03 Dor de amor - Lenine
04 Lua de ogum - Mariene de Castro
05 Lama nas ruas - Beth Carvalho
06 Quem é ela - Marcelo D2
07 Menor abandonado - Sombrinha
08 Depois do temporal - Jorge Ben Jor
09 Se eu for falar de tristeza - Arlindo Cruz
10 Já mandei botar dendê - Nilze Carvalho
11 Em nome da alegria - Almir Guineto
12 São José de Madureira - Gabrielzinho de Irajá
13 Judia de mim - Djavan
14 Vou botar teu nome na macumba - Mumuzinho
15 Alto lá - Maria Rita
16 Talarico, Ladrão de mulher - Péricles
17 Ter compaixão - Alcione
18 Bagaço da laranja - Emicida
19 Lente de contato - Diogo Nogueira e Hamilton de Holanda
20 Brincadeira tem hora - Frejat
21 Termina aqui - Jorge Aragão
22 SPC - Dudu Nobre
23 Faixa amarela - Martinho da Vila
24 Falsa alegria - Monarco e Velha Guarda da Portela
25 Camarão que dorme a onda leva - Zeca Pagodinho e Convidados
26 Camarão que dorme a onda leva - Brincadeira tem hora - Lama nas ruas - Judia de mim - Não sou mais disso - Quem é ela - Instrumental
 

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

PORTELA 2014 (Retrospectiva)


O BLOG tem o prazer de levar aos Portelenses a sua Retrospectiva 2014!  Foram muitos acontecimentos desde o início do ano, aonde nossa Escola revive momentos áureos de sua maravilhosa história!

Como fazemos questão de mostrar que estamos trabalhando para o Resgate da força da Escola e o resultado está aí!  O SUCESSO!

DESTAQUES 2014


Jorge do Batuke e Celso Lopes

DESFILE OFICIAL 



A NOITE VESTE AZUL



FEIRA DAS YABÁS



SAMBA DE ENREDO 2015



Noca da PORTELA, Celso Lopes, Charlles André, Vinícius Ferreira e Xandy Azevedo

SAMBA DE QUADRA 2015



Jorge do Batuke (Bicampeão)

ENSAIOS



TREM DO SAMBA (RUMO À OSWALDO CRUZ)



ASAS ABERTAS

Filhos da Águia 2015 (Ensaio)





PORTELA (Samba de Quadra - Sesi)

domingo, 28 de dezembro de 2014

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Mauro Duarte (Especial)


MONOGRAMA

Letras Portelenses:  www.letrasportelenses.blogspot.com.br 

Zeca Pagodinho (Jeito Moleque - 1988)



 LADO A

01- Jeito Moleque (Darcy do Nascimento e Dominguinhos do Estácio)
02- Manera Mané (Beto Sem Braço, SerginhZo Meriti e Arlindo Cruz)
03- Cuidado Com A Inveja (Martinho da Vila e Zé Catimba)
04- O Sol E A Brisa (Mauro Diniz e Franco)
05- Feira do Acari (Jorge Carioca)
06- Chamego de Pai (Beto Sem Braço e Zeca Pagodinho)

LADO B

01- Se Tivesse Dó (Zeca Pagodinho e Nelson Rufino)
02- Melhor Solução (Monarco e Ratinho)
03- Por Querer, Sem Querer (Serginho Meriti e Acyr Marques)
04- Pisa Como Eu Pisei (Beto Sem Braço, Aluísio Machado e Zeca Pagodinho)
05- Partido Doce (Mauro Diniz e Zeca Pagodinho)
06- O Samba / Mulher Perversa / Abra As Vistas Rapaz
(Argemiro da Portela) / (Chico Santana) / (Alcides Lopes e Monarco)

Momento (Avenida Presidente Vargas - metade da década de 1970)


Timoneiros da Viola 2015 (Homenagem)

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

PORTELA 1991 (Desfile Oficial)

Manacéa (Ensaio)


MANACÉA (Ensaio)

01- Quantas lágrimas
02- Sai pra lá
03- Chega de padecer
04- Não há mais amor
05- Sempre teu amor
06- A natureza
07- Minha querida
08- Brasil de ontem
09- Pedro Álvares Cabral
10- Manha brasileira
11- Amor proibido
12- Inesquecivel amor
13- Flor do interior
14- Carro de boi
15- Unidos do morro azul

PORTELA 2015 (Detalhes)


Homenagear os 450 anos da Cidade Maravilhosa e mostrar um lugar que foi moldado por Deus e nos deu o prazer de aqui nascer!

Para tanto a PORTELA resolveu falar dos pontos turísticos da cidade, porém numa visão surrealista, como a do pintor Salvador Dalí. 

Para tanto, o tão famoso Pão de Açúcar é uma sereia, numa silhueta de mulher que se deita sobre a Baía de Guanabara. 

A boemia carioca se fará presente retratando os Arcos da Lapa se transformam numa grande serpente, com seu corpo se espalhando pelo chão da cidade.

Um disco voador, na visão do carnavalesco portelense, é o que a Escola de Oswaldo Cruz levará para a Sapucaí para retratar o Maracanã, e que promete levantar voo em plena Marquês de Sapucaí.

O Jardim Botânico é o Jardim das Delícias, com diversos movimentos em suas plantas.

Já o já conhecido Trem do Samba será o último carro do desfile, no qual estarão ilustres sambistas portelenses, como Paulinho da Viola e a Velha Guarda.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Valério

 
CPB: Nome e idade? 
 
Valério:  Hélio Dias Valério, Pseudônimo Abraão Valério, nesse momento tenho 74 anos.
 
CPB: Fale um pouco sobre você!
 
Valério:  Sou brasileiro, nascido no Rio de Janeiro em 1940, numa maternidade em Cascadura. Sou funcionário público, casado, vivendo e residindo com esposa, filhos e netos no subúrbio de Rocha Miranda.  Minha mãe, Francisca Dias Valério, do lar, meu pai, Manoel Dais Valério, brasileiro, funcionário público federal.  Foi amigo de Paulo da PORTELA, nas décadas de 20/30/40.  Meu pai, foi um cidadão de boa conduta e elevada moral, e ainda de notório saber.  Orientando a mim e meus irmãos a trilhar sempre pelo bom caminho, na estrada da vida.  Procurando se apegar com os livros, nos bancos escolares, com a finalidade de conseguir o melhor para uma existência feliz.  Neste momento agradeço a meu pai, por este grande legado! Que me encaminhou a ser um cidadão do bem e possuidor de boa formação moral e elevado caráter!!!!!!! 
                                                                                                       
CPB: Como portelense, como você está vendo este novo momento?
 
Valério:  Como portelense roxo, estou vendo com muita satisfação, a família portelense se movimentando com força e vontade gigante, de conquistar o objetivo maior, que é nossa vitória, tão esperada pelo mundo portelense! 
 
CPB: Fale de sua experiência no mundo do samba! 
 
Valério:  Aos doze anos, em 1952, vizinho do GRES Unidos do Indaiá, desfilei em Marechal Hermes.  Em 1956 desfilei, no Acadêmicos de Bento Ribeiro (Pega Dormindo), passista, bateria, etc.  Em 54 ou 55 entrei na Portelinha para assistir o ensaio, quando ainda era de barro vermelho, o terreiro, ocasião que vi Walter Rosa, e outros compositores. Década de 60 desfilei como passista sai em alas, e em 1976 comecei a fazer parte da Ala de Compositores da PORTELA, presidida pelo compositor Velha.  A PORTELA fazia ensaios aos sábados na sede do Mourisco, em Botafogo.  Na década de 70, ocasião em que fui designado a apresentar o meu samba de quadra, e num dos ensaios, o diretor de harmonia Nilton Batatinha, me fez cantar por quase 15 minutos por verificar que o samba "Memória" tinha boa qualidade, para terreiro, disse ele.  Fui SECRETÁRIO do Departamento Musical(Ala dos Compositores da PORTELA) por dois anos.  Disputei samba-enredo, sempre com obra de minha autoria sem parceiros, como até hoje.  Ganhei samba-enredo no GRBC Carinhoso de Bento Ribeiro, onde desfilamos na Avenida.  Ganhei samba de desfile de rua no Bloco do Limão de Honório Gurgel, por dois anos.
 
DISCOGRAFRIA
 
Uso o pseudônimo de Abraão Valério nos discos.  Gravei vários partidos alto, na gravadora Teipicar-Odeon e outras entre grandes do partido-alto a saber: Baianinho da Em Cima da Hora, Luiz Grande, Ary do Cavaco, Zé Dedão, Bebeto de São João, Rock do Plá, J.Ramos, Crioulo Doido, Marinho da Muda, Gracia do Salgueiro e etc.  O grande partideiro Dicró  gravou de minha autoria, Dicró (O professor) e J. Ramos (Casamento do custo de vida com a inflação) em LP da RCA Vitor. Gravei na minha própria voz, "Nega esperta", "As aparencias se enganan", "Quem comeu passou mal", "Olho no Forasteiro", "O Rei da armação" e, "Aqui se faz aqui se paga", gravado por J. Ramos.  na Teipcar no Olé do Partido Alto.  Ainda o samba" Sonho de um Portelense" gravado por Ronaldo Pudim e ainda o samba "Gigante", que está em estúdio para ser gravado.
 
CPB: Qual(is) o(s) seu(s) ídolo(s), no Samba?  
 
Valério:  Paulo da PORTELA, Candeia, Zé Kétti e Walter Rosa.
 
CPB: Na elaboração de um samba, como você se define? É letrista, faz a música ou os dois?
 
Valério:  Sempre letra e música juntos!
 
CPB: Como você chegou a PORTELA?
 
Valério:  Passando, sempre em frente a Portelinha, um dia na década de 50 entrei para assistir o ensaio, e nunca mais parei de ser PORTELA!  
 
CPB: Desde quando você compõe?  
 
Valério:  Eu creio que desde 16 anos!
 
CPB: O que você como compositor portelense falaria com os jovens Compositores da Escola?
 
Valério:  Procure não esquecer, que a Ala de Compositores da PORTELA é reconhecida, como a mais poderosa ala de autores do mundo do samba, por possuir nomes de ícones importantes como Paulo da Portela e todos que tiveram musicas gravadas por grandes cantores do nosso Brasil. "Orgulho"!!!!!  
 
CPB: Para você, o que é ser PORTELA? 
 
Valério:  É viver, sonhar e respirar, em azul e branco!!!!!!!
 
CPB: Dentro do Mundo do Samba, você tem algum sonho?
 
Valério:  Que o samba possa um dia, promover a Paz Universal !!!!!!!
 
CPB: O que você espera desta nova PORTELA para 2015?
 
Valério:  Hora, em 2014 desfilei sobre os olhares brilhantes da plateia, aplaudindo, gritando que beleza!!! Que maravilha !!!! Salve a PORTELA, já ganhou!!!!!!  Evidentemente, espero a repetição melhor ainda em 2015, pelo trabalho da diretoria que vem sendo realizado.  O samba escolhido do Noca tem qualidades!!!!  Vamos com tudo!!!!!!  Que a sorte nos ajude!!!!!

Compositor Abraão Valério
Abraços a todos !!!!!
 
Desde já, agradecemos!

Velha Guarda da Portela (1986 - Doce recordação)


 
VELHA GUARDA DA PORTELA
(Doce recordação - 1986)
 
01- Hino da Velha Guarda da Portela
02- Você não é
 tal mulher - Para o bem do nosso bem
03- Flôr do interior
04- Fui condenado
05- Nuvem que passou
06- Doce amor
07- Vai mesmo
08- Madrugada
09- Mau procedimento - Mulher ingrata - Nega danada (Que mulher)
10 - Esqueça
11-  Doce recordação
12- Cidade mulher

Momento (Eros Fidélis, Luizinho Dú Kavaco e Mestre Waldir 59)


sábado, 20 de dezembro de 2014

Diogo Nogueira (Circo Voador)

PORTELA (Retrospectiva 2014, aguarde!)


Monarco (Baluarte do Samba Carioca)

 
MONARCO
BALUARTE DO SAMBA CARIOCA
Projeto - Um Rio que samba
 
Serviço:
Um Rio de Samba - Praça Tiradentes - Centro do Rio de Janeiro
Data: 20 de dezembro de 2014
Horário: De 16h às 20h
Classificação: Livre
Grátis

Casquinha (DVD - Amor interesseiro)


Surica (Feijoada RIVAL - Dez/2014)

 
SURICA
FEIJOADA DA SURICA NO RIVAL

 Dia 20/12
Teatro Rival de 13h às 17h30.
Roda de samba com Os Amigos da Portela.
  Apoio: Granfino Alimentos

PORTELA 2015 (Dani Vieira e Roberta Sá)


quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

PORTELA 2015 (Ensaio - 17/12)

Noca da PORTELA (Homenagem)

 
Mestre Noca da PORTELA será o homenageado do Bloco Bafafá em 2015!
 
Ziraldo é o autor da camiseta que o Bafafá vai desfilar no próximo carnaval. “Ele é um grande incentivador dos blocos de rua”, diz o fundador do grupo, Ricardo Rabelo.
 
O Bafafá, aliás, vai homenagear Noca da Portela. “Ele não só vai desfilar como também cantará com a gente”, conta.
 
Este ano foi o ano deste ilustre sambista portelense e pelo visto 2015 começa muito bem!  Parabéns Mestre!