segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

PORTELA 2011

Veja vídeo aonde mostra a busca do tempo perdido em nosso barracão!

Família Diniz


FAMÍLIA DINIZ, uma verdadeira família Portelense!

Marquinhos de Oswaldo Cruz


Marquinhos de Oswaldo Cruz, Compositor Portelense e fundador do “Pagode do Trem”, em parceria da com a secretaria Municipal de Turismo, realizam nos quatro dias de carnaval um projeto  que irá revolucionar o carnaval de Rua da Cidade.

A partir do próximo sábado (5), a Cinelândia será o grande palco das rodas de samba de raiz com vários artistas do gênero. – Segundo Marquinhos, este é um projeto que já acontecia na Lapa, mas que agora o sambista terá mais espaço para mostrar o seu trabalho com infra-estrutura dos eventos organizados pela Prefeitura. E o que é melhor num horário alternativo em que o folião possa sair de um baile de carnaval, do desfile do Sambódromo ou bloco de rua e sambar até o sol raia. – conta o sambista.

O evento começa às 02h, da madrugada com a presença de vários bambas como: Noca da Portela, Wilson Moreira, Monarco, Marquinhos de Oswaldo Cruz, Dorina entre outros.

O ensaio e coletiva com todos os participantes das rodas de samba da Cinelândia será dia 28 de fevereiro de 2011 (segunda feira) das 15 às 21h, no estúdio fórum, que fica na Rua Alfredo Gomes, 33 Botafogo (rua do lado do Botafogo Praia Shopping). Além dos sambistas estarão presentes para falar deste  projeto  o Secretário de Turismo, Antônio Pedro, e o Diretor de Operações Paulo Vilena.

Parabéns ao nosso grande Compositor pela iniciativa!

Teresa Cristina


A COMPOSITORES DA PORTELA parabeniza a grande Portelense
TERESA CRISTINA, pelo seu aniversário!

sábado, 26 de fevereiro de 2011

PORTELA - Barracão






Diogo Nogueira


O Compositor Portelense Diogo Nogueirase apresenta no Projeto Verão do Rio, no Espaço Praia, Marina da Glória!

Ele encerra a programação de fevereiro com um show, hoje (26/02/2011), às 0h30.

Diogo é o nome do samba que faltava entre os arrasa-quarteirões do showbiz nacional.

Também influenciado pelo pai, o também Compositor e Portelense João Nogueira, Diogo levou adiante o que aprendeu e somou a levada clássica de João à herança global do gênero, do sincopado ao sambão dos anos 70.

Bela pedida para hoje!

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

PORTELA - Ensaio (24/02/2011)


 



PORTELA - Ensaio


A PORTELA estará realizando hoje (25/02/2011), mais um ensaio no Portelão, visando o desfile de 2011!

Todos os segmentos da Majestade do Samba estão convocados para participar de mais um ensaio.

Serviço:

Ensaio da Portela
Participação: Renascer de Jacarepaguá
Sexta-Feira, 25 de Fevereiro, a partir das 22h
Local: Quadra (Rua Clara Nunes, 81)
Preço: Cavalheiros R$ 10 e Damas Grátis à noite toda.
Informações: 21-2489-6440
Classificação etária: Livre

Ronaldinho Gaúcho


A PORTELA, em 2011, terá em seu contingente o craque rubro-negro Ronaldinho Gaúcho!

O jogador desfilará com a nossa valorosa Velha-Guarda!

Sheron Menezes

Veja entrevista da Rainha da Tabajara, Sheron Menezes, no Programa Mais Você!

PORTELA 2011 - Detalhes


 

O enredo da Portela para este ano é "Rio, Azul da Cor do Mar", uma homenagem aos 110 anos do Porto do Rio de Janeiro que mistura navegação e mitologia.


De acordo com a direção da Escola, foram apresentadas várias propostas, o tema do samba-enredo foi escolhido porque teve a cara da escola, pela cor, claro, e pelo bom momento e de esperança pelo qual o Rio atravessa, o que inclui a revitalização do porto!  Os Jogos Olímpicos que acontecerão no Rio em 2016 e a Copa do Mundo de 2014..

Serão 3,5 mil componentes, 31 alas e oito carros alegóricos. Só na bateria são 300 componentes que vão ditar o ritmo da escola na Sapucaí. A rainha da bateria é a atriz Sheron Menezes, e o carnavalesco, Roberto Szaniecki.

Algumas das personalidades que vão desfilar pela Portela são Monarco e toda valorosa Velha Guarda, Zeca Pagodinho, Paulinho da Viola, Marisa Monte, Luis Ayrão e Diogo Nogueira. 

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Velha Guarda da PORTELA

A Velha Guarda da PORTELA, a mais respeitada do Mundo do Samba, é cheia de fatos que nos leva a relembrar belos momentos!

Argemiro Patrocínio, compositor portelense, contava que, certa vez, levado por Paulinho da Viola até Vinicius de Moraes e Chico Buarque, quando esses o provocam: “Quer dizer que você é sambista? Então faz um samba sobre essa garrafa.”

Argemiro, sem pestanejar, responde: “Eu não, não estou sentindo nada por ela.”

É por esta e outras que o mistério dos sambas da Velha Guarda da Portela, sua singularidade, está em que eles são, lá onde mais se diferem.

Os sambas de seu fundador, Paulo da Portela, e em outros de sambistas da primeira geração, como Alvarenga, encontramos letradas dedicadas à dura realidade do trabalho (“Cocorocó”) e do dinheiro (“Dinheiro não há”). Esses temas, caros à tradição transitiva da malandragem, atravessam a história da Portela. Basta evocar um de seus maiores clássicos, “Vivo isolado do mundo”, de Alcides Malandro Histórico, um partido-alto sobre o tema do malandro regenerado. Mas não é neles que se revela o mistério dos sambas da Portela.

Dentre vários motivos, muitos desses sambas cantam a natureza. “Linda borboleta” e “Cidade Mulher”, de Paulo da Portela; “Madrugada”, de Aniceto; “Lua cor de prata”, de Manacéa, entre outros.

Oswaldo Cruz, em seus primórdios e durante boa parte de seu desenvolvimento, era uma comunidade de atmosfera rural: “Morava-se na roça, mantinham-se os hábitos da vida simples do interior.” Era um mundo em que “passarinhos trinavam nos galhos. Galos cantavam nos terreiros”. Daí a ligação dos sambas com a natureza.

Ouvindo sambas como “O mundo é assim”, de Alvaiade, ou “Nascer e florescer”, de Manacéa, compreenderemos que o que se canta ali não é propriamente a natureza, no sentido de uma visão estática que se representa, mas a natureza enquanto origem, o que não cessa de emergir, o ser: “O dia se renova todo dia/ Eu envelheço cada dia e cada mês/ O mundo passa por mim/ Todos os dias/ Enquanto eu passo pelo mundo uma só vez”.

A natureza, assim, não é objetificada, mas percebida em seu devir permanente. O poeta se coloca na posição do espanto. Esse gesto, filosófico, de interrogar a vida, buscando penetrar-lhe os mistérios, é verificável em muitos sambas.  Em “Solidão”, de Argemiro, por exemplo, ou “Madrugada”, de Zé Keti (que não foi da Velha Guarda mas manteve laços com ela), em que o tema clássico da boêmia recebe um tratamento reflexivo.

Já nos sambas dedicados à inspiração, como o belíssimo “Inspiração”, de Candeia, ou “Minha inspiração”, de Argemiro, que remonta ao episódio envolvendo Chico e Vinicius.

Daí, podemos exemplificar a qualidade destes Portelenses em correlacionar o SAMBA com a ALMA!

PORTELA

Devido ser constante a alguns anos o encerramento das atividades em seu barracão, a PORTELA é motivo de comentários nas outras escolas e já foi alvo de críticas até do prefeito Eduardo Paes.

Conforme noticiado, a Liesa deu alguns recados em seu evento na segunda-feira que foram bem claros: para se fazer carnaval, é preciso planejamento; a verba oficial recebida é suficiente para uma apresentação de alto nível; e quem não desfilar bem este ano entrará enfraquecido no carnaval 2012.

Traduzindo em miúdos, a Portela precisa se organizar e seguir o ritmo das outras; o dinheiro da subvenção deve ser mais bem administrado, para que resulte num bom carnaval.

Surica - Feijoada

A tradicional feijoada da Tia Surica trará a roda de samba com os integrantes da Velha Guarda da Portela e participação especial da Bateria do Salgueiro. Sempre sob a batuta da Tia Surica. É a mistura perfeita de samba e feijão.

Tia Surica, a simpática pastora da Portela, já virou uma referência da mais pura carioquice e sua feijoada desperta curiosidades em quem não provou e água na boca de quem sempre volta para saborear.

O segredo do sucesso do feijão, ela não revela de forma alguma, mas também ninguém precisa mesmo saber. O que todos querem é comer e sambar. E o evento que chega para animar ainda mais a vida dos cariocas conta com o apoio do Prezunic Supermercados. Nos intervalos, o DJ Alex promete animar o público.

Serviço:
Dia 26/02– Sábado de 13h às 17h30
Rua: Álvaro Alvim, 33/37 – Cinelândia

Preço:
R$ 35,00 – (Feijoada + Roda de Samba)
Classificação: 16 anos

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

PORTELA - Sambistas







PORTELA - Fantasias 2011


A Portela vai estar com todas as 3.255 fantasias prontas. A maioria das peças estão sendo confeccionadas na Portelinha, antiga sede da escola de Madureira. Alunos do projeto "Gente que samba é feliz" e costureiras extras chegaram para ajudar na criação das indumentárias.

A paixão do Portelense está se fazendo presente, ainda mais quando a Escola precisa da força de seus amantes!  Os ensaios, na quadra, ou os técnicos, na Marquês de Sapucaí, passaram a ficar lotados. A aposentada Maurina Lucchese, de 68 anos, que foi a todos eles, se emocionou na Avenida.

-  Mesmo com o incêndio, nada mudou para a Portela. Chorei no último ensaio da escola na Sapucaí. Este ano não vai dar, mas, no próximo, seremos campeões — afirma Maurina.

Setenta pessoas estão trabalhando para a escola em dois turnos, diariamente, das 8h às 16h.

- Queremos causar uma boa impressão. E estamos correndo para tudo ficar pronto pela comunidade. Nosso compromisso é vestir todos da comunidade — disse Pablo Vieira.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

PORTELA - Depoimentos

Paulinho da Viola, nobre Compositor Portelense ilustra com um fato, a paixão portelense. Durante um desfile na Presidente Vargas, a águia, símbolo da escola, entrou acompanhada por uma bateria dividida.

-  A bateria estava tão grande que acabou com dois andamentos diferentes. O mestre da bateria estava sem apito e não conseguia controlar. Um sujeito com surdo de marcação batia, batia, e as lágrimas desciam. Ele sabia que o ritmo estava desencontrado — lembra Paulinho, que, depois do incêndio, cancelou as férias deste ano para desfilar e reforçar a escola.

Marquinhos de Oswaldo Cruz:

-  As pessoas desfilam hoje em fila, como numa parada cívica. Evolução (uma das categorias julgadas num desfile) era justamente a brincadeira dos integrantes por dentro da ala. E essa característica foi abandonada.

Diogo Nogueira, da Jovem Guarda Portelense em seu primeiro campeonato na PORTELA:

-  A primeira vez foi muito emocionante. Não sabia se chorava, se pulava, se corria, se ria — diz o cantor.

Eliane Faria

Eliane Faria, Compositora Portelense, estará no Bar Cariocando, dia 24/02/2011, para prestar homenagem a seu avô, Cesar Faria e também a Nelson Cavaquinho!

O Cariocando fica na Rua Silveira Martins, 139 - Catete
Telefone:  2557-3646

Vale a pena conferir!

Nilze Carvalho

A Portelense Nilze Carvalho estará no Recife, no Clube do Samba, dia 27/02!

Fica no bairro de Casa Amarela. O Clube do Samba de Recife já levou à capital pernambucana bambas, em eventos mensais que chegam a reunir cerca de 1.500 pessoas no Morro da Conceição. 

O samba fará uma homenagem antecipada ao Dia Internacional da Mulher, reunindo uma leva delas para pagodear, entre tantas, Nena Queiroga, Isaar, Ylana, Edilza e As Conxitas de Olinda.

A abertura estará a cargo do grupo Sambadelas ( Naara, Selma do Samba, Kaica, Solís, Karynna Spinelli). Para participar basta levar 1 quilo de alimento não perecível. 

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Orgulho Portelense

"Perdemos fantasias.  Mas no desfile, vamor cair pra dentro deles.  Vamos com garra.  A PORTELA é uma Escola guerreira" - Surica

"O papel da PORTELA sempre foi o de inovar.  Ela precisa voltar a fazer isso.  A PORTELA precisa criar um conflito no carnaval carioca" - Marquinhos de Oswaldo Cruz

"A PORTELA já é campeã quando entra, como se fosse uma Rainha passando.  O título não importa.  É uma Escola que merece respeito.  Não interessa se vem bem, ou se vem mal." - Zeca Padoginho

"É muito gratificante saber que sou filha de um baluarte da Escola" - Neide Santana

"Antigamente, a gente perdida um ano e ganhava outro.  Era tão bom assim....   A gente se acostumou a ganhar, agora a gente se acostumou a perder" -  Dona Neném

PORTELA - Homenagem

 
A Portela levou um reforço para o desfile técnico de ontem na Sapucaí, a Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais!

Os convidados prepararam uma homenagem à anfitriã para retribuir o convite: durante o ensaio, a banda fez evoluções com seus componentes formando o nome da escola.

PORTELA - Ensaio (19/02/2011)

PORTELA - União

A Portela já conseguiu colocar metade dos adereços e enfeites necessários para aprontar as 3.255 fantasias que estão sendo feitas na Portelinha, em Oswaldo Cruz.

O lugar virou uma espécie de quartel-general da azul e branco, depois que o barracão pegou fogo, e conta com um reforço de pessoal para preparar o chão da escola a tempo.

No Centro Social Paulo da Portela, em Madureira, em vez de alunos e beneficiados, as salas abrigam agora o material que vai ficando pronto.

Cerca de 70 pessoas estão trabalhando em dois turnos, das 8h às 4h.  Tudo isso mostra que, com amor e dedicação sobrepoem todas as adversidades!

PORTELA - Emoção

Classe e Soberania!

Monarco, a personificação da Soberania Portelense!

 Em seu último ensaio visando o desfile de 2011, a Portela voltou a Marquês de Sapucaí, neste último sábado, e foi pura emoção!


O espírito de garra e amor a Escola de Oswaldo Cruz, deu o tom à noite de treino e baluartes da Velha Guarda da agremiação, como Monarco e Tia Surica, que participaram do evento.


Um dos quesitos mais forte da Escola, a nossa Tabajara do Samba, comandada pelo competente Nilo Sérgio, relembrou o incêndio com movimentos que remetiam a dor e a alegria dos ritmistas, que perderam parte da fantasia no incidente.


- Recuperamos praticamente toda a roupa, mas a parte de cima foi totalmente perdida. Por isso, criei uma coreografia de "morte", com os ritmistas agachados, e que em seguida vivem uma explosão de alegria, se levantando e tocando com vontade. Vamos arregaçar no desfile – vibrou mestre Nilo.


Rainha de bateria da escola, Sheron Menezes presenteou os ritmistas com medalhinhas de São Jorge, Nossa Senhora Aparecida e São Sebastião, padroeiro da Tabajara. Mas nem todos os integrantes da bateria receberam o mimo da atriz. Sheron confundiu a Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais, que abriu o ensaio formando um desenho com o nome da Portela, com os verdadeiros percussionistas da escola.


Entre os destaques do ensaio, a tradicional ala de passistas, que empolgou com a turma do samba no pé vestida de oficiais da Marinha, além do casal de mestre-sala e porta-bandeira, formado por Rogerinho e Lucinha Nobre, e que na concentração dançou ao lado de Ronaldinho e Verônica, casal da União da Ilha, que assim como a Portela e a Grande Rio teve prejuízos com o incêndio.

Madrinha e afilhada, sempre juntas!

- Nos convidaram para prestigiar e achei que valia a pena mostrarmos esse clima de união entre as coirmãs. Tenho certeza que as três escolas afetadas vão fazer um desfile emocionante – disse Ronaldinho.

A união Portelense

O puxador oficial Gilsinho, as baianas portelenses também arrancaram aplausos do público.  Ao encerrar o ensaio, verifica-se que a PORTELA chegará à Sapucai, com muita vontade de mostrar que nada a abalará e que o PORTELENSE mostrará sua garra eterna!

VALEU MINHA PORTELA QUERIDA!

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Bonde do Samba

O Bonde do Samba, criado pelo Compositor Portelense Bandeira Brasil, tem como objetivo o resgate dos antigos carnavais de rua — típicos do começo do século passado, com direito a batalha de confetes sobre trilhos — está de volta.

Indo para o sexto ano consecutivo, tal evento retrata o carnaval no bonde que surgiu em 1928, aonde alguns passageiros do trem elétrico de São Januário (que mais tarde, virou tema de samba: “O bonde de São Januário”) promoveram uma batalha de confete em homenagem a um veterano motorneiro. Entoando o refrão “Eu falo, eu grito / o condutor tem a cara de cabrito”, a moda pegou, ganhou outras estações e durou 35 anos.

-  Não sei como isso se perdeu. Minha mãe comentava como era divertido e lamentava o fato de minha geração não ter vivido isso. Por isso, resolvi trazer isso de volta ao Rio — conta Bandeira, que sai hoje, às 18h, da Estação de Bonde da Carioca, no primeiro veículo carnavalesco dos três que partem de lá e tem as marchinhas como tema e dona Surica como madrinha do evento (para o ano que vem, Leandra Leal já aceitou o convite de assumir o posto).

Cinco minutos depois, Noca da Portela, Ari do Cavaco, Wilson Moreira, Marquinhos Diniz, Dorina e outros bambas transportam as rodas de samba para o segundo carro.

-  Eu me lembro do carnaval de 1946. A gente fazia samba com o bonde em movimento, parava, dançava em volta do carro, voltava e assim íamos até chegar ao Curvelo. Esse evento está de parabéns — comemora o portelense Wilson Moreira.

É realmente, imperdível!

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

PORTELA - Apoio Fantasias

A Portela terá mais um grande apoio para a confecção de suas fantasias!

O Galpão da Gamboa, através do ator Marco Nanini e do produtor teatral Fernando Libonati, cedeu o espaço para que a agremiação de Oswaldo Cruz termine as fantasias a tempo do desfile no domingo de carnaval.

Segundo a chefe do atelier, Alessandra Reis, que está na coordenação deste novo pólo, toda equipe está empenhada na recuperação dos figurinos perdidos no fogo.


-É um trabalho árduo e que requer comprometimento e amor pela escola. Todos aqui estão envolvidos nesta luta. A minha equipe não está medindo esforços para que todos os componentes da Portela possam vestir as suas fantasias e fazer uma grande apresentação no domingo de carnaval, informou Alessandra.


O Galpão da Gamboa é uma inovadora fábrica de artes cênicas de três andares para um público de 120 pessoas com confortável camarim, um ateliê de costura, uma cantina e espaço para montagem de cenários. Tudo com acesso facilitado para portadores de deficientes físicas – com rampas e banheiros adaptados. O terceiro andar é reservado para atividades físicas, com finalidade social. O “Galpão” ainda oferece aulas de muai-thai para jovens de 8 a 16 anos, além de ioga entre outras atividades.

O Galpão fica na Rua da Gamboa, 279.  Desde já, a COMPOSITORES DA PORTELA agradece aos responsáveis pelo apoio dado a Majestade do Samba!  Vamos aos trabalhos!

Tabajara do Samba - Ensaio (16-02-11)


A Tabajara do Samba cada vez mais afiada para 2011!

PORTELA 2011 - Alas

Ainda há vagas em algumas alas comerciais da PORTELA, para o desfile no Sambódromo. 

Mesmo tendo ocorrido o incêndio em nosso barracão na Cidade do Samba, a Portela tem quatro alas com vagas para foliões.

Uma das alas que perdeu todas as fantasias no incêndio foi a "Um Sorriso no Caminho", que ainda tem entre 20 e 30 peças, chamadas de Comércio Atlântico. 

-  Hoje, o folião que vai desfilar pela Portela terá mais prazer. Não há essa obrigatoriedade de pontuar, por isso o desfile será tranquilo, mas com responsabilidade — disse o presidente da ala, Ricardo Costa.

Portanto, você que quer sair na Majestade do Samba, venha participar do nosso desfile!

PORTELA na MEC

O carnavalesco da PORTELA, Szaniecki, será entrevistado na Rádio MEC (800Khz), em um progama de entrevistas aonde os 12 carnavalescos do Grupo Especial participarão, cada um com uma data pré-definida, e a data da participação portelense será dia 23/02, aonde os Portelenses poderão ouvir um pouco dos trabalhos que serão apresentados na Sapucaí!

A série começa na madrugada do dia 17 para o dia 18 de fevereiro e vai até o dia 5 de março, sempre de meia-noite até 1h.  Além da participação dos carnavalescos, serão relembrados antigos sambas das agremiações.

Os programas serão apresentados direto dos barracões da Cidade do Samba e poderão ser ouvidos também pelo site
www.radiomec.com.br .

Vamos esperar!

PORTELA na Avenida

A PORTELA estará realizando seu segundo e último ensaio técnico amanhã na Sapucaí!

Com início marcado para as 22h, a escola promete várias surpresas neste treino que tem como objetivo, a preparação para seu desfile no domingo de carnaval, quando a escola levará para a Marques de Sapucaí, o enredo: "Rio, azul da cor do mar", do carnavalesco Roberto Szaniecki.

Todos os segmentos estarão presentes, além é claro, de nossa apaixonada torcida!

Portanto, lugar de Portelense, amanhã, é na Sapucaí!

Monarco e Marquinho do Pandeiro

A Compositores da PORTELA parabeniza MONARCO e MARQUINHO DO PANDEIRO, grandes CAMPEÕES DO 3º CONCURSO DE SAMBA DE QUADRA!

Como sempre, os Portelenses, mais uma vez se orgulham de sua imbatível Ala de Compositores!

PORTELA 2011 - Observações

Conforme a LIESA, a PORTELA, assim como as outras escolas que tiveram seus barracões atingidos pelo incêndio, poderão obter observações dos jurados no carnaval 2011!  Daí, fica a cargo de cada julgador emitir sua opinião em quesitos cujas performances mereçam tais observações.

Lucinha Nobre, que já vem ensaiando com Rogerinho acha válida a posição da Liga, que seria uma recompensa ao trabalho:

-  Estou ensaiando com o Rogerinho desde a escolha do samba, no ano passado e acho muito justo sermos avaliados.  Não valer ponto é decepcionante, então essa avaliação, mesmo que informal, já nos serve como incentivo!

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Gaúcha da PORTELA

Mutirão do Samba

Veja reportagem em que mostra a força dos sambistas em refazer o que foi perdido! 

Candonga


José Geraldo de Jesus, o Candonga, nos deixou em 1997, mas continua a ser lembrado no Feijão do Candonga, que reúne amigos daquele que ficou marcado pela toalha no ombro além da água mineral e o cravo escarlate distribuído aos ritmistas. O evento foi realizado na última quarta-feira, em sua 4a. edição.

Este ano a feijoada contou ainda com a entrega do Troféu Candonga a personalidades do samba. Tia Surica, importante figura da Velha Guarda da Portela, recebeu a homenagem e aproveitou para lembrar o amigo:

- Candonga foi uma pessoa que marcou muito na avenida. Ele fazia tudo com muita satisfação e foi marcante. Ele faz falta na Sapucaí - disse ela, que acrescentando que não tem o dom da palavra e aproveitou para cantar "Esta Melodia", sendo acompanhada por todos os presentes.

Hoje, Candonga é lembrado na Sapucaí, no espaço de recuo das baterias, aonde fazia questão de abrir espaço para que os ritimistas pudesem passar!
Este era Candonga!

Teresa Cristina

A cantora Portelense, Teresa Cristina, estará se apresentando, terça-feira, 8/03, Dia Internacional da Mulher, em Fortaleza!

Teresa Cristina, um dos nomes de maior projeção da retomada da efervescência do samba na Lapa carioca!

Com certeza, será mais um sucesso!

Monalisa

A bela passista Portelense, concorrente a Musa do Caldeirão do Huck, fala um pouco de sua trajetória!


quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Monarco, um verdadeiro Portelense!


Monarco, não  poderíamos esperar outra coisa!   VALEU MONARCO!

PORTELA - Fantasias

O carnavalesco Szaniecki diz como a PORTELA está refazendo suas fantasias para o  carnaval!

Compositores Portelenses


Vários Compositores Portelenses estão na finalíssima do 3º Concurso de Samba de Quadra, onde teremos show do Compositor Portelense Diogo Nogueira e Fundo de Quintal e que terá a apresentação do jornalista e pesquisador Haroldo Costa e acontece nesta quinta-feira, 17.

Monarco, Marquinho do Pandeiro, Noca da PORTELA, Noca Neto, Wanderley Monteiro, Espanhol, Sylvio Paulo, além de outros bambas estarão disputando a final.

A entrada é franca e a bilheteria abrirá às 21 horas. O concurso é uma promoção da Light, com direção de Paulo Roberto Direito e conta em seu corpo de jurados com Moacyr Luz, Quitéria Chagas e a Globeleza Aline Prado.

Os dez sambas finalistas, serão gravados em CD pelo selo Fina Flor.

O concurso é uma tentativa romântica de reviver esse subgênero de seu habitat natural – as quadras das escolas de samba – que já não oferece mais as condições concretas para sua sobrevivênvia.

Circo Voador
Rua dos Arcos, sem número, Lapa, Rio de Janeiro.

Mostrando sua força, a Ala de Compositores da PORTELA sempre adiante no que se refere ao verdadeiro SAMBA!  Vamos torcer!